Usina de Santo Antônio: Posicionamento da AEA-MG sobre ações da Cemig GT e Forluz

A AEA está acompanhando com atenção as manifestações e desdobramentos das ações da Cemig GT e da Forluz, sobre o cumprimento das obrigações sobre o investimento que a Fundação realizou nos fundos Malbec e Melbourne, referente à construção da Usina de Santo Antônio (foto).
 
A AEA reforça que a obrigação assumida pela Cemig GT deva ser inteiramente cumprida, ou seja, uma vez que os fundos entraram em liquidação antecipada e os quotistas exerceram a opção de venda (PUT), não cabe nenhuma outra negociação que não o pagamento devido à Forluz, de cerca de R$ 165 milhões.
 
A AEA apoia integralmente a posição dos representantes dos participantes e da Forluz para o integral cumprimento do que foi pactuado, inclusive recorrendo à via judicial se necessário.
 
A AEA reitera seu compromisso com a defesa intransigente dos interesses dos participantes e com a sustentabilidade dos planos de benefícios da Forluz.
 
Texto elaborado pelo Grupo Técnico AEA Forluz
 
João Isidro Vinhal - Presidente da AEA-MG

Compartilhe

Um pouco sobre nós

A AEA-MG (Associação dos Eletricitários Aposentados e Pensionistas da Cemig e Subsidiárias) foi fundada em 29 de janeiro de 1983, por um grupo de eletricitários que percebeu a necessidade de unir os aposentados da CEMIG. Em todos esses anos de existência, apresentamos a você uma entidade forte, representativa e consolidada.

 

Saiba mais...

Newsletter

Assine nossa Newsletter e fique por dentro das notícias e promoções.