Ações da AEA-MG em relação às mudanças no Plano A da Forluz

A Diretoria da AEA-MG tem recebido frequentes questionamentos a respeito das ações que estão sendo desenvolvidas no sentido de impedir alterações no Plano A da Forluz. Em novembro de 2019, a Diretoria (triênio 2018/2020), em função das movimentações feitas pela Forluz, decidiu criar um Grupo Técnico AEA-Forluz (GT AEA-Forluz) para acompanhar e estudar a questão, além de assessorar a AEA quanto às medidas que deveriam ser tomadas. Desde então, o GT tem trabalhado incansavelmente no sentido de cumprir o objetivo.

A atual Diretoria (triênio 2021/2023) manteve o GT, com pequena alteração na sua composição, e seus membros têm se dedicado a executar a missão recebida. Entre elas, destacam-se: reuniões com a Diretoria da Forluz, Conselhos Deliberativo e Fiscal, busca de informações, estudo das razões dos déficits atuais, medidas judiciais cabíveis, entre outras.

A grande preocupação do GT, sempre procurando um possível e efetivo diálogo com a Forluz, é garantir que, no momento adequado, a diretoria da AEA esteja bem preparada para agir da maneira mais indicada e na velocidade exigida pela questão.

Percebemos que existe muita ansiedade, algo natural quando se trata de um assunto tão relevante e preocupante, que é nossa aposentadoria. Contudo, a AEA ressalta estar acompanhando diretamente todas as ações e reitera o compromisso de manter os associados bem informados.

Prova disso, é a divulgação da série “Não mexam na minha aposentadoria”, disponível no CANAL DA AEA NO YOUTUBE, para fornecer informações que permitam o entendimento da situação.

Em relação à carta enviada pela direção da Cemig à Forluz em 30 de dezembro passado, menciona-se que será oferecido um plano alternativo com características financeiras, sendo a adesão voluntária. Ainda de acordo com o documento, o prazo para apresentação da proposta à Fundação será até o final do primeiro trimestre deste ano.

Diante desse contexto, alertamos a todos para acompanhar com atenção o desenrolar dos acontecimentos. Só assim, cada participante terá condição de escolher a melhor opção na hora de decidir.

A AEA segue firme no seu propósito de auxiliar os associados. No entanto, é direito e dever de cada um decidir. A Associação destaca, porém, que essa adesão representará abrir mão das características fundamentais do Plano A: ser vitalício e mutualista.

Recomendamos, entretanto, não se tomar nenhuma decisão e nem assinar qualquer documento sem a devida análise. Não podemos ter pressa e nem agir sob pressão. A Cemig teve todo tempo necessário para fazer seus estudos, elaborar suas propostas. Agora, por simetria, devemos ter também todo o tempo adequado para estudar e nos posicionar.

A Diretoria da AEA, juntamente com o GT AEA-Forluz, encontra-se empenhada em lutar para que os aposentados e pensionistas, que porventura optem por permanecer no Plano A, tenham respeitados todos os compromissos assumidos pela Cemig quando da sua criação, em 1997.

A AEA está ao seu lado, vamos ficar atentos!!!

FORTALEÇA A AEA-MG E NOS AJUDE A DEFENDER O DIREITO DE APOSENTADOS E PENSIONISTAS!!!

>> Clique AQUI e seja sócio!

>> Clique AQUI e inscreva-se no canal da AEA-MG no Youtube.

 

Compartilhe

Um pouco sobre nós

A AEA-MG (Associação dos Eletricitários Aposentados e Pensionistas da Cemig e Subsidiárias) foi fundada em 29 de janeiro de 1983, por um grupo de eletricitários que percebeu a necessidade de unir os aposentados da CEMIG. Em todos esses anos de existência, apresentamos a você uma entidade forte, representativa e consolidada.

 

Saiba mais...

Newsletter

Assine nossa Newsletter e fique por dentro das notícias e promoções.