Notícias em Destaque

Novembro Azul

Novembro Azul

Conscientização para prevenção do câncer de próstata

O mês de novembro é internacionalmente dedicado às ações relacionadas ao câncer de próstata e à saúde do homem. O mês foi escolhido pois o dia 17/11 é o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata.

O câncer de próstata é o sexto tipo mais comum no mundo e o de maior incidência nos homens. As taxas da manifestação da doença são cerca de seis vezes maiores nos países desenvolvidos.

Cerca de três quartos dos casos no mundo ocorrem em homens com mais de 65 anos. Quando diagnosticado e tratado no início, tem os riscos de mortalidade reduzidos. No Brasil, é a quarta causa de morte por câncer e corresponde a 6% do total de óbitos por este grupo.

Prevenção

A próstata é uma glândula que só o homem possui, localizada na parte baixa do abdômen. Situa-se logo abaixo da bexiga e à frente do reto. A próstata envolve a porção inicial da uretra, tubo pelo qual a urina armazenada na bexiga é eliminada. Ela produz cerca de 70% do sêmen, e representa um papel fundamental na fertilidade masculina.

Uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais e com menos gordura, principalmente as de origem animal, ajuda a diminuir o risco do câncer. Especialistas recomendam pelo menos 30 minutos diários de atividade física, manter o peso adequado à altura, diminuir o consumo de álcool e não fumar.

Homens a partir dos 50 anos devem realizar exames de rotina. Os sintomas mais comuns do tumor são a dificuldade de urinar, frequência urinária alterada ou diminuição da força do jato da urina, dentre outros. Quem tem histórico familiar da doença deve avisar o médico, que indicará os exames necessários.

Exames

O toque retal é o teste mais utilizado e eficaz quando aliado ao exame de sangue PSA (antígeno prostático específico, na sigla em inglês), que pode identificar o aumento de uma proteína produzida pela próstata, o que seria um indício da doença. Para um diagnóstico final, é necessário analisar parte do tecido da glândula, obtida pela biópsia da próstata.

A Sociedade Brasileira de Urologia recomenda que todos os homens com 45 anos de idade ou mais façam um exame de próstata anualmente, o que compreende o toque retal feito e o PSA. Segundo especialistas, o toque retal é considerado indispensável e não pode ser substituído pelo exame de sangue ou por qualquer outro exame, como o ultrassom, por exemplo.

Tratamento

Caso a doença seja comprovada, o médico pode indicar radioterapia, cirurgia ou até tratamento hormonal. Para doença metastática (quando o tumor original já se espalhou para outras partes do corpo), o tratamento escolhido é a terapia hormonal.

A escolha do tratamento mais adequado deve ser individualizada e definida após médico e paciente discutirem os riscos e benefícios de cada um.

Fonte:
Ministério da Saúde
Instituto Nacional do Câncer
Portal Brasil

SEGURO DE VIDA EM GRUPO – AUDIÊNCIA DE CONCILIAÇÃO AEA X CEMIG

4ª VARA DA FAZENDA PÚBLICA E AUTARQUIAS

Processo nº 5033283-58.2016.8.13.0034

Foi realizada hoje, dia 11/11/16, às 16:20 horas, no CEJUS – Centro Judiciário de Solução de Conflitos do Fórum Lafaiete, a audiência de conciliação/mediação no processo nº 5033283-58.2016.8.13.0034, ação proposta pela AEA-MG, questionando as alterações feitas pela CEMIG na renovação do SEGURO DE VIDA EM GRUPO dos empregados e aposentados.

A AEA foi representada pelos seus Diretores João Victor Marçal e Edi Angelo e pelos advogados Dr. Enderson Couto Miranda e Dra. Aline Ribeiro Horta de Almeida do escritório contratado pela entidade e responsável pela ação.

Como esperado, a CEMIG não apresentou nenhuma proposta viável ou alternativa visando a solução do conflito. A Associação, apesar de não transigir ou concordar em abrir mão do direito dos aposentados, ratifica a sua posição de estar aberta ao diálogo e na busca constante do entendimento. 

Reitera entender ser inaceitável a forma como a questão do Seguro de Vida em Grupo (que afeta todos os aposentados, pensionistas e ativos) vem sendo conduzida pela CEMIG, ou seja, com truculência e sem qualquer diálogo ou negociação.

Diante da posição intransigente da CEMIG, frustrada a possibilidade de acordo em audiência, os autos retornaram conclusos ao MM Juiz da 4ª Vara da Fazenda Pública e Autarquias da Comarca de Belo Horizonte, Dr. Mauro Pena Rocha, para apreciação da concessão do pedido de Tutela de Evidência, julgamento antecipado do mérito, expressamente requeridos pela AEA e reiterados na audiência, ou, se for o caso, sanear e dar continuidade na instrução do processo.

A AEA-MG, sempre com a sua habitual transparência, informará em seu site todos os andamentos do processo em todas as suas fases. Na oportunidade, sugerimos atenção às matérias que, normalmente, estão disponibilizadas em nosso site (www.aeamg.org.br) além das notícias que colocaremos no grupo do Whatsapp “Cemig – Seguro de Vida”.       

No dia 9 de novembro, mas uma manobra foi articulada para a entrado do PLP 268/2016 na pauta da Câmara dos Deputados, em Brasília.

As entidades que defendem os fundos de pensão, em especial a ANAPAR e ABRAPP, com apoio da AEA, se mobilizaram rapidamente, através da presença de seus representantes na Câmara.

Em conversa com os deputados, os representantes propuseram mudanças ao texto que seria submetido à votação, bem como se posicionaram contra a inclusão do item em pauta sem uma discussão mais profunda do projeto parlamentar.

O que prevê o Projeto de Lei Complementar (PLP) 268/2016 e quais as principais críticas ao texto?

De uma maneira bem sintética, retira conquistas dos trabalhadores depois de anos de muita luta, como a paridade de representação entre patrocinadoras e participantes nos conselhos deliberativo e fiscal, introduzindo a figura do “conselheiro independente”. A diretoria passa a ser escolhida no mercado, por meio de processo seletivo, extinguindo a figura do DRP, eleito pelos participantes, e limita em quatro os membros do “comitê de investimentos”, órgão fundamental nos estudos de viabilidade e nas decisões de investimentos. Também está prevista a atuação fiscalizadora pelos Tribunais de Contas em conflito com a Previc (Superintendência Nacional de Previdência Complementar), órgão autônomo instituído por lei, com a finalidade de fiscalizar e supervisionar o sistema.

Por 7 votos a 4, o Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou nessa quarta-feira (26) a possibilidade de uma pessoa aposentada que continua a trabalhar receber pensões maiores com base nas novas contribuições à previdência pública, a chamada "desaposentação". Como tem repercussão geral, a decisão deverá ser seguida para todos os processos na Justiça que tratam do assunto.

Na sessão desta quinta-feira (27), os ministros voltam a se reunir para definir como será essa aplicação, já que muitas pessoas conseguiram o benefício maior em outros tribunais. Segundo a Advocacia Geral da União (AGU), existem ao menos 182 mil processos parados que aguardavam uma decisão do STF.

A maioria dos ministros entendeu que o sistema previdenciário público no Brasil é baseado no princípio da solidariedade e não há previsão na lei para o acréscimo. Uma mudança do tipo, portanto, só poderia ser estabelecida pelo Congresso e não pelo Judiciário.

O tema começou a ser analisado pela Corte em 2010 e trazia preocupação ao governo pelo impacto nos cofres públicos. Se o recálculo das aposentarias fosse aprovado, a AGU estima que as despesas subiriam R$ 7,7 bilhões por ano.

O STF analisou três ações, cujos relatores, Marco Aurélio Mello e Luís Roberto Barroso, favoráveis à desaposentação, ficaram vencidos. A maioria dos ministros seguiu a posição de Dias Toffoli, que votou em 2014 contra a desaposentação. Na época, ele disse que a aposentadoria é "irrenunciável" e a obtenção de benefício maior contraria o objetivo do fator previdenciário, que beneficia quem espera mais tempo para se aposentar.

Segundo a divergir, Zavascki destacou que a lei é clara ao dizer que novas contribuições do aposentado não devem ser consideradas nas pensões. "A lei deu às contribuições do aposentado trabalhador uma finalidade diferente. As contribuições do aposentado destinam-se ao custeio do sistema geral de seguridade e não ao pagamento ou melhoria de um futuro benefício", afirmou, ainda em 2014.

Na sessão desta quarta, os relatores reafirmaram suas posições em favor da desaposentação. O voto de Marco Aurélio permitia um recálculo de todo o benefício com base na situação atual do aposentado que permanece na ativa.

Luís Roberto Barroso, por sua vez, propôs uma nova fórmula, que levaria em conta, para o cálculo do novo benefício, somente a alíquota e o tempo de contribuição. Os fatores idade e expectativa de vida deveriam ser idênticos aos aferidos na primeira aposentadoria.

Fonte: G1

A Chapa 22 – “De Olho na Forluz” foi a vencedora da eleição para os Conselhos Deliberativo e Fiscal da Fundação. A Chapa De Olho na Forluz é formada pelo Coletivo de Entidades, do qual a AEA faz parte juntamente com outras sete instituições.

A votação, via internet e telefone, encerrou-se nesse domingo (23) e o resultado foi divulgado na manhã desta segunda-feira. Foram registrados 7.235 votos, sendo 3.923 para a chapa campeã, contra 3.232 da Chapa 21 – “Unidos Pela Forluz”. Brancos (48) e nulos (32) somaram 80 votos.

A votação ocorreu entre os dias 17 e 23 de outubro, e tiveram direito a voto todos os participantes ativos e assistidos inscritos nos planos previdenciários da Forluz.

Cada chapa, tanto para o Conselho Deliberativo quanto para o Fiscal, foi formada por um candidato titular, um suplente e um sucessor, todos para um mandato de quatro anos (2017-2020).

Conforme o regulamento da eleição, a posse dos novos membros dos conselhos deverá ocorrer até 60 dias após os términos dos mandatos dos membros atuais.

 

chapa 22

A Cemig Saúde lançou um novo canal de comunicação entre a Operadora e os beneficiários. Estamos falando do Como Assim? um canal de vídeos educativos sobre os assuntos do Prosaúde Integrado da Cemig (PSI) que mais geram dúvidas entre os beneficiários.

Cada vídeo abordará um tema específico, como autorizações, reembolsos, teto adicional, perigos da judicialização, desperdícios e muitos outros. O veículo é uma forma de explicar pontos relevantes do regulamento do plano de forma objetiva e descomplicada.

Os vídeos serão enviados a cada dois meses pelo Cemig Online, pelos e-mails cadastrados dos assistidos e ficarão disponíveis no aplicativo, no site e no novo canal da Operadora no Youtube.

Clique aqui e confira a primeira edição.

Fonte: Cemig Saúde

A AEA promove nesta quarta-feira (16), às 15h30, mais uma edição do projeto conversando com a doutora, com a geriatra simone lima. Desta vez, a médica vai falar sobre "Artrose, Hérnia de Disco, Fibromialgia...Ai, Ui, De onde vem tanta dor?"

O encontro será na Sede da Associação (avenida Afonso Pena, 867, 16º andar, Centro-BH). Venha, participe e tenha acesso a informações que serão úteis para manter sua saúde em dia.

Mais informações pelo telefone: (31) 3224 8323.

Um pouco sobre nós

A AEA-MG (Associação dos Eletricitários Aposentados e Pensionistas da Cemig e Subsidiárias) foi fundada em 29 de janeiro de 1983, por um grupo de eletricitários que percebeu a necessidade de unir os aposentados da CEMIG. Em todos esses anos de existência, apresentamos a você uma entidade forte, representativa e consolidada.

 

Saiba mais...

Newsletter

Assine nossa Newsletter e fique por dentro das notícias e promoções.