Artigos


O pagamento da primeira parcela do Abono Anual de 2015, para os participantes assistidos e pensionistas, ocorrerá no próximo dia 15 de janeiro. O valor correspondente à metade do benefício será pago juntamente com o adiantamento quinzenal do mês.



 



 



Associados elegem Diretoria Executiva e Conselho Fiscal da AEA para o triênio 2015/2017. Chapa Única, comandada pelo presidente João Victor Marçal, é referendada por 96,02% dos votos. Para o Conselho, houve renovação completa dos membros titulares. A próxima gestão vai trabalhar com o novo Estatuto da Entidade, aprovado pela Assembleia Geral Extraordinária, realizada no início de dezembro.                  



Clique aqui e leia esta e outras notícias da edição 104 do Jornal AEA.



Devido ao recesso de Natal e Ano Novo, a AEA-MG não funcionará nos seguintes dias:



Natal - de 24 a 26 de dezembro de 2014



Ano Novo - de 31/12 a 2 de janeiro de 2015.



Desejamos a todos boas festas!



A associada da AEA-MG, Wany de Lima Nogueira, foi a grande vencedora do Concurso Literário “Professor Mário Clímaco", promovido pela Academia de Letras, Ciências e Artes de Ponte Nova (Alepon).



A premiação ocorreu no último 25 de novembro, e Wany foi a primeira colocada na categoria “Âmbito Nacional”, no gênero crônica, com a obra "O Tempo não Para". A AEA parabeniza sua associada pelo prêmio e torce para que outros venham.



 














Wany, durante a entrega da premiação, na Academia de Letras de Ponte Nova




 



 



 



O TEMPO NÃO PARA



Wany de Lima Nogueira



 



Numa dessas noites de insônia, liguei o rádio baixinho e fiquei me deliciando com algumas músicas antigas.



Enquanto as músicas tocavam, as palavras nelas contidas iam me embevecendo pela doçura, pureza e encanto, qualidades que, infelizmente, estão se extinguindo da música brasileira.



Fui me envolvendo em minhas divagações até que, subitamente, uma pergunta veio turbar minha mente:  “O que é Viver afinal?”



A partir daí fui mergulhando mais e mais em meus pensamentos e, num emaranhado de dúvidas, consegui tirar algumas conclusões:



Viver é viajar por uma estrada sem fim, a 100 km por hora, passando por inúmeros lugares, uns muito bonitos, outros feios, planos ou acidentados, altos e baixos, muitas vezes com céu azul e o dia ensolarado, outras vezes com tempo nublado, chuvoso ou até com fortes tempestades.



E vamos sempre seguindo em frente, enfrentando os obstáculos que surgem, presenciando situações desesperadoras, ou simplesmente apreciando a beleza das paisagens, desfrutando as maravilhas que a vida nos oferece, sem jamais poder voltar atrás.



No embalo desta viagem incessante, não nos atentamos para o tempo que passa rapidamente.



O tempo não para.



Como numa estrada, os dias vão se transcorrendo ligeiramente, deixando para trás muitos acontecimentos, ora deslumbrantes, ora sombrios, enquanto, à nossa frente, um horizonte desconhecido se descortina. E nós corremos o tempo todo, mas é como se nem saíssemos do lugar, pois o tempo não para e anda mais veloz do que nós.



Nesta corrida contra o tempo, muitas coisas boas vão se afastando de nosso convívio. Aos poucos vamos perdendo muitas preciosidades, como amigos, coisas materiais, e, sobretudo ente queridos, pessoas que supúnhamos que jamais conseguiríamos sobreviver sem elas. Ainda assim vamos vivendo, mesmo faltando pedaços.



A vida continua, sim, entremeada de tristezas, saudades, lembranças, conquistas e alegrias, pois o tempo não para.



Nesse percurso muitas outras coisas novas vão surgindo, como que para substituir as que se foram.



Quando nos damos conta, o futuro já é presente, o presente virou passado e o passado se perdeu no labirinto de nossa existência.



E, sem desanimar, continuamos a nossa viagem rumo ao nosso destino, levando sempre em nosso íntimo a certeza de que, embora o tempo não pare, em cada dia vivido, renasce uma nova esperança – a esperança de um amanhã cada vez melhor. 



Por unanimidade, os associados da AEA-MG aprovaram a alteração do Estatuto da Entidade. A mudança foi formalizada na última quinta-feira


Uma tarde de autógrafos, no melhor estilo dos grandes escritores. Assim foi o desfecho do 1º Campeonato de Poesia, realizado pela Área Social da AEA, no dia 1º de novembro. No evento, os participantes tiveram o gostinho de ver as obras imortalizadas no livro "Coletâneas de Emoções", em lançamento ocorrido no Salão da Igreja São José (avenida Afonso Pena, Centro, BH). (veja as fotos)



O primeiro lugar ficou com Maria do Carmo Péret Dias, que participou com o pseudônimo Estrela. A vice-campeã foi Edileia Maria dos Santos Silvano, a “Leinha”. O terceiro lugar foi de Maria das Dores Mansur Messeder, a “Dora”



Durante quatro meses, a disputa reuniu 17 competidores de sete cidades mineiras. Nas jornadas, os escritores foram “desafiados” a produzir dois poemas em cada uma, a partir do tema proposto pela organização. Para dar caráter impessoal à competição, os escritores utilizaram pseudônimos.



A comissão técnica do Campeonato e os jurados decidiram que as poesias dos três primeiros colocados seriam publicadas na íntegra. Os demais competidores teriam as poesias publicadas de acordo com as notas. Assim, cada autor teve uma ou duas poesias excluídas do livro, em função do número de páginas contratadas na editora.



 



Confira a lista de autores do "Coletâneas de Emoções"



•    Daúd Elias Daúd

•    Enéas Ferreira  

•    Ediléia Maria dos Santos Silvano

•    Fenelon José Campos Coelho  

•    Iranilza Maria da Silva Sousa  

•    Isabel Divina de Queiroz  

•    Iza Pestana de Aguiar Santos

•    Lúcio dos Santos Quelotti  

•    Manoel Messias Vieira Lima

•    Maria das Dores Mansur Messeder  

•    Maria do Carmo Péret Dias  

•    Marinez Dias Gontijo  

•    Mário de Oliveira Fraga  

•    Maurício  de Santana

•    Raílca Prates

•    Sílvia Tovo Machado  

•    Wany de Lima Nogueira



Está em andamento o processo eleitoral para escolha da nova Diretoria Executiva e do Conselho Fiscal da AEA-MG, gestão 2015/2017. Se você ainda não recebeu o material de votação enviado pelos Correios, favor entrar em contato com a Associação, pelo telefone


A AEA está com inscrições abertas para o curso de Inclusão Digital, módulo I. As aulas terão início em 17 de novembro e ocorrerão às segundas, quartas e sextas-feiras, nos seguintes horários: 9h às 9h50; 10h às 10h50; 11h às 11h50.



O investimento é de R$ 40 para associados, e R$ 55 para não sócios. As inscrições devem ser feitas na Biblioteca, com Fátima ou Natália


NOTA DE ESCLARECIMENTO



O nome da Associação dos Eletricitários Aposentados e Pensionistas da Cemig (AEA-MG) está sendo usado de forma indevida como suposta autora do panfleto “É isso que a gente quer para a Cemig?”, e sua logomarca utilizada no boletim intitulado “Representantes do Coletivo de Entidades em Defesa da Cemig, Coligadas, Forluz, Cemig Saúde e Empresas Estatais apresentam pauta de reivindicações ao candidato Pimentel”. Ambos estão circulando livremente na comunidade cemiguiana.



Em relação ao panfleto “É isso que a gente quer para a Cemig?”, a AEA-MG esclarece que a responsável é a Associação dos Beneficiários e Contribuintes da Forluz (ABCF), que o subscreve.



No que se refere ao boletim “Representantes do Coletivo de Entidades em Defesa da Cemig, Coligadas, Forluz, Cemig Saúde e Empresas Estatais apresentam pauta de reivindicações ao candidato Pimentel”, embora a Associação faça parte do Coletivo de Entidades "De Olho na Forluz e Cemig Saúde", a autoria é do Sindicato dos Eletricitários do Sul de Minas (Sindsul), do Sindicato dos Engenheiros no Estado de Minas Gerais (Senge), da Diretoria de Relações com os Participantes da Forluz e de um membro do Conselho Deliberativo da Forluz, que assinam a publicação.



A diretoria da AEA-MG vem manifestar-se contra tais práticas, porque o Estatuto da Entidade veda qualquer apoio ou manifestação de cunho político-partidário. Desta forma, a AEA-MG nega, veementemente, qualquer responsabilidade sobre os referidos documentos.


Pagina 5 de 88

Um pouco sobre nós

A AEA-MG (Associação dos Eletricitários Aposentados e Pensionistas da Cemig e Subsidiárias) foi fundada em 29 de janeiro de 1983, por um grupo de eletricitários que percebeu a necessidade de unir os aposentados da CEMIG. Em todos esses anos de existência, apresentamos a você uma entidade forte, representativa e consolidada.

 

Saiba mais...

Newsletter

Assine nossa Newsletter e fique por dentro das notícias e promoções.